Privatizar é bom ou ruim?

Privatizar é bom ou ruim?


O Brasil tem 138 estatais federais.
Se contabilizadas as empresas que pertencem a Estados e municípios e não
só à União, esse total passa de 400 Parece muito? Pois o número já foi maior:
no último grande ciclo de privatizações, nos anos 90, o Brasil vendeu 119 estatais,
que geraram cerca de 70 bilhões de dólares em receitas.
Tem gente que acha que foi pouco, tem gente que acha que foi muito. Nesse bolo,
entram desde a venda de geradores de energia e de bancos estaduais
a concessão de rodovias e a quebra do monopólio público do setor de
telecomunicações, incluindo aí a privatização da Telebrás, a maior do
período, que levantou R$ 22 bilhões E há desde empresas já considerados
eficientes na época, como a mineradora Vale, há estatais que eram bem
deficitários, como a Embraer e a CSN, ou seja, não davam lucro: davam prejuízo.
O futuro ministro da economia de Bolsonaro, Paulo Guedes, deixou claro que
pretende retomar o ciclo. Ele não apenas manteve o programa de Temer que propôs,
mas não conseguiu, fazer dezenas de privatizações, como criou uma Secretaria
Geral de Desestatização para dar fôlego ao processo. O tema, entretanto, divide não
só a opinião pública, mas também os especialistas. Meu nome é Camilla Veras
Motta e nesse vídeo nós vamos discutir as privatizações em 5 perguntas.
Pergunta número 1: só a União é dona de mais de 100 empresas.
Isso é muito? É difícil achar informações comparáveis sobre as empresas públicas
em diferentes países, mas em uma lista da OCDE, com dados de 2015, de 39 países, o
Brasil aparece em 4º lugar. Naquela época eram 134 as estatais, número
inferior apenas ao da Índia, da Hungria e da China, que é um caso à parte, com mais
de 51 mil estatais Mas o que isso quer dizer? Para o
economista sênior da OCDE responsável pela área de monitoramento da economia
brasileira, Jens Arnold, o número em si não representa muita coisa. Ele diz
que não existe um número ideal de estatais, contanto que elas tenham bom
desempenho e boa governança. E é aí que ele vê o problema: para ele o excesso de
indicações políticas e a falta de metas concretas de performance na maioria das
estatais brasileiras tornam a gestão nas empresas públicas, de forma geral,
menos eficiente do que no setor privado O que nos leva à pergunta número 2: o
que aconteceu com as empresas que o Brasil já privatizou? Um estudo com 102
estatais privatizadas de 1987 a 2000, feito por professores da USP, do Mackenzie e da FGV, com base em 15 indicadores de performance, verificou uma
melhora no desempenho, especialmente na lucratividade e na eficiência operacional
das companhias. Para analisar um caso concreto, recorri a um estudo de dois professores
da PUC Rio sobre a Vale, privatizada em 97. Eles analisaram os retornos das ações
da empresa nos Estados Unidos e verificaram que elas geraram um retorno
nominal em dólar de mais de 3000%, entre 97 e 2011. Quem comprou ação da
Vale naquela época fez bom negócio O desempenho não é totalmente mérito da
privatização, segundo os pesquisadores Ele também reflete o aumento espetacular
da demanda da China por minério de ferro no período. Ainda assim, quando eles
comparam os resultados da Vale no período com os de outra empresa do setor
de mineração negociada nos Estados Unidos, a australiana Rio Tinto, os números
da Vale seguem sendo bastante superiores O professor Vinícius Carrasco, um dos
autores do estudo, ressalta um aspecto importante que muita gente ignora nesse
debate: é que o governo continuou ganhando com a mineradora mesmo tendo se desfeito
dela. De um lado, cobrando impostos sobre todo esse aumento de faturamento
observado durante o período, e de outro, recebendo divididos pelo lado do BNDESPar.
Não entendeu? É que o governo ainda é dono de parte das ações da Vale, uma
fatia minoritária, através do braço de participações do BNDES, que é um banco
público de fomento: tem mais ou menos 7% das ações da empresa.
Quando a Vale tem lucro, ela distribui parte dele para seus acionistas – e se o
governo é um deles, ele também recebe Uma das críticas que são feitas à
privatização da Vale se personifica no caso da Samarco, uma de suas subsidiárias,
e a cidade mineira de Mariana. Em 2015, a barragem de Fundão da Samarco, com milhões de
m³ de rejeitos de minério de ferro, se rompeu. Destruiu completamente
três municípios, deixou milhares de desabrigados e causou o maior desastre
ambiental que o país já viu Para os críticos, esse seria um reflexo negativo
da gestão pela iniciativa privada, mais focada em cortar cursos para garantir
retorno aos acionistas do que em assegurar condições de segurança
adequadas em seus empreendimentos Quem defende a privatização diz que esses
episódios seriam evitados com melhor regulação, que previsse, por exemplo,
multas pesadas para punir condutas negligentes, e com boas agências
reguladoras capazes de fiscalizar Vamos à pergunta número 3: e quando a
privatização não funciona? Às vezes, a privatização acontece, mas a
ganhadora do leilão não faz os investimentos previstos em contrato, é
pouco transparente, aumenta os preços para o consumidor final e reduz a
qualidade dos serviços. Esses problemas, aliás, estão por trás de mais de 800
casos de reestatização mapeados no mundo pelo Transnational Institute, entre 2000
e 2007. Ou seja, empresas que foram privatizadas, mas que acabaram voltando
para a administração pública Eles contabilizaram mais de uma centena de
casos de companhias de geração e distribuição de energia na Alemanha, por
exemplo, e a reestatização de empresas de água e esgoto em mais de dez cidades
francesas, entre elas Paris, Marselha e Bordeaux. A pesquisadora do TNI Satoko
Kishimoto me disse que a próxima atualização do relatório deve contar com
o caso no Brasil, o de Itu, no interior de São Paulo. Depois de dez anos gerido pela
iniciativa privada, o serviço de saneamento foi remunicipalizado.
Segundo levantamento do TNI, entre os problemas estão o fato de que a empresa
privada não realizou os investimentos previstos no contrato – esta é, aliás, uma
das causas apontadas para os problemas pelos quais Itu passou durante o
racionamento de água, entre 2014 e 2015 – e o aumento excessivo de preços. Esse
foi um dado, por exemplo, que me chamou a atenção: a gente teve essa discussão
grande sobre as empresas de saneamento durante o lançamento do PPI e eu não
fazia ideia nem do caso de Itu e nem dos 800 casos que o TNI mapeou. Pergunta
número 4: o que o governo Bolsonaro pretende privatizar? Saneamento é um dos
focos do PPI de Temer e, por isso, deve ser uma das áreas em que as privatizações
devem ser retomadas no próximo governo Fala-se também da Eletrobrás.
Nesse caso, a privatização também já foi proposta no governo Temer e está parada
desde janeiro no congresso. Mas a nova administração ainda não apresentou um
programa concreto de privatizações, então a gente não sabe exatamente o que
o governo vai tentar vender ou não Outra dúvida também é a possível tensão entre a
equipe de Paulo Guedes, que seria amplamente favorável às privatizações, e
os militares que estarão no governo, vistos como mais nacionalistas.
O ministro de Minas e Energia, por exemplo, é um militar: o almirante Bento Costa
Lima Leite. Um ex-presidente da Eletrobrás Luiz Pinguelli Rosa pontuou
que ele pode não ser exatamente um entusiasta da venda da estatal de
energia. Além disso, há o fato de que Bolsonaro e Paulo Guedes distanciaram mais
seus discursos sobre privatização na reta final da campanha: o futuro ministro
da economia sempre foi favorável a uma ampla privatização, enquanto Bolsonaro chegou a dizer que uma eventual venda da Petrobras
preservaria o seu núcleo e disse que não colocaria Caixa e Banco do Brasil à
venda. Vamos à última pergunta? 5: afinal, é bom ou não ter empresas públicas? Como você
já deve imaginar não existe uma resposta pronta para essa pergunta. Mesmo quando a
gente olha para a experiência internacional, existem países com
pouquíssimas estatais, como é o caso dos Estados Unidos, e outros em que as
empresas públicas têm um peso forte, como Noruega e Singapura. A professora da FGV Direito de São Paulo Mariana Pargendler, que estuda a governança das estatais em
diferentes países, diz que é uma visão maniqueísta colocar as estatais de um
lado, como ineficientes, e as empresas privadas de outro. Entre os economistas,
parte acredita que faz sentido que existam estatais em setores considerados
estratégicos. Seja como mecanismo de promoção e desenvolvimento, como indutora de
inovação ou até para manter sob controle do Estado um serviço público essencial,
como é o caso do metrô aqui em Londres Ou seja, antes de ter respostas prontas,
seria preciso olhar caso a caso para avaliar, por exemplo, por que determinadas
estatais são ineficientes. Têm conserto? Não têm? Outros economistas dizem que o
Estado pode promover crescimento econômico sem necessariamente ser dono
de empresas, com um bom marco regulatório, boas agências de fiscalização e
promovendo a competição. Se você quiser ler mais sobre esse assunto, a matéria
completa está lá no site da BBC News Brasil.
Obrigada e até a próxima!

Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

About Nicklaus Predovic

85 thoughts on “Privatizar é bom ou ruim?

  1. A questão não é o rendimento da empresa, mais sim a exploração indiscriminada de recursos brasileiros, principalmente recursos não renováveis estratégico para o futuro crescimento do brasil. Podemos sim vender nossos recursos agora para poder financiar nossa produção, porem temos que levar em conta o mercado interno primeiramente, sendo o excedente disso exportado, somente assim podemos desenvolver uma exploração sustentável que seja reinvestida, a partir de um plano de médio e longo prazo.

  2. Duma coisa eu seeii… O governo sempre fará de tudo para passar a imagem q o serviço público sempre será inferior ao oferecido pela iniciativa privada… Mto bom o vídeo

  3. Não acredito nestes números, nem nestas melhoras, aliás acredito sim que melhora para esses professores, políticos, empresários, servidores da parte de cima da pirâmide.A verdade é que o estado vem adquirindo um estômago cada vez maior que vai vendendo e consumindo tudo através de seus esfomeados servidores. Não reflete em nada na qualidade de vida da população. Para eles os recursos advindos dai, e para nós os números e estatísticas que não se configuram na prática. Juntamente com essas privatizações tem que se fazer uma cirurgia bariátrica. Se não tudo se resume em alimentar esse estômago insaciável e incompatível com a fonte.

  4. E a vale privatizada x Petrobrás mista
    um show de bola da Vale enquanto a Petrobrás ,mto melhor que a vale quase faliu com a corrupção !!!

  5. A telefonia no Brasil era pré-historica ,uma linha telefônica em 1987 valia 35 mil ,hoje é lixo ninguém quer !
    Essa é a diferença !

  6. Metrô de SP é um dos maiores cabides de emprego de SP.
    maioria dos funcionários tem salário bem alto com baixa produtividades
    Maioria já são funcionários aposentados tomando emprego dos outros.
    por estas injustiças públicas, sou sim a favor da privatização.

  7. Existe sim um número específico de estatais que um país pode possuir, pois quanto mais empresas estatais, mais custo para o país e consequentemente mais impostos tem que serem cobrados para mante-las (no Brasil esses impostos vem na forma de produtos e serviços, o que piora ainda mais a situação), se esses impostos forem altos de mais, outras empresas do setor privado vão ter dificuldades em manter operações e funcionários nesse determinado país e vão falir, diminuindo ainda mais a concorrência. E de fato o Brasil nunca teve um governo realmente liberal economicamente falando.

  8. Empresa pública Ja fala pública. Não tem q gerar $$$para o governo. Tem exemplos simples de empresas que foram privatizados e deu 💩💩💩. Quem vai sofre e é prejudicada é a população simplesmente.

  9. Depende. Se você tem pretensões políticas e pretende algum cargo público, ter uma gorda e farta teta para mamar, privatizar é um péssimo negócio. Da mesma forma se você é um funcionário público vagabundo, ter um fundo de pensão criminosamente desigual ao de um trabalhador comum é uma excelente coisa ou seja, privatizar é uma porcaria e só atende mesmo a funcionário vagabundo e incompetente e político corrupto…

  10. O problema de uma empresa estatal, é que ela monopoliza o setor, oferece serviços péssimos e caros, no fim se ainda dar prejuízo, nós pagamos a conta.

  11. Privatizar sem pensar no trabalhador brasileiro, sem obrigar essas empresas compradoras, geralmente multinacionais, a retribuir pra sociedade brasileira, é um absurdo!

  12. A Vale (Samarco) não é só responsável por Mariana… Estão em várias cidades brasileiras sem condições de segurança à população… Vergonhoso!

  13. "os militares são contra a privatização" ok. Eles estudaram onde pra saber alguma coisa???? Pq até onde o dever deles é em defesa do pais, Amazonas ta la abandonada. #gogopauloguedes

  14. PRIVATIZAR É BOM – Foi anunciado no Brasil um ousado plano de desestatização de empresas e serviços públicos. A notícia é excelente. Ela significa que o país seguirá dinamizando sua economia. Não por outro motivo o anúncio foi recebido com euforia pelos mercados. E quando mercados ficam eufóricos, isso tem uma única razão: ativos serão valorizados. Ou seja, o que valia menos, valerá mais: riqueza será gerada. O país estará um pouco menos pobre. E você também ganha com isso. https://www.gazetadopovo.com.br/instituto-politeia/entenda-por-que-privatizar-e-bom-e-quem-ganha-e-voce/

  15. tem que vender 100% da empresa, extinguir regulamentações e fiscalizações, não haver regime de concessões ou monopólio, e imposto próximo de zero porcento.

  16. É uma piada não dá lucro e uma porção de especuladores querendo comprar as estatais nacionais dessa forma jamais haverá crescimento. Só a venda da Vale é triste.

  17. Na minha opinião é péssima mais com as indicações políticas está acontecendo é melhor que eles afundarem tudo os políticos não tem estudo pra executar nada , sobre a vale foi o pior negócio que Brasil já fez demos poderes sem fins pra outros países onde seria a maioria nosso muito pouca a nossa porcentagem …
    Tá ridículo o que os parlamentares estão fazendo….

  18. É estranho ESTATAIS ESTRANGEIRAS comprando as nossas como mineradoras e petroleiras…. c/ o barril ultrapassando os 100$ e aumentos nos derivados e consequentes aumentos gerais que já começam… que bom lucrar S/ TAXAÇÃO (DE lucros e dividendos como NENHUM outro lugar no mundo) do dia pra noite … no estrangeiro que não são " paraisos fiscais" como aqui. Que comprar a EMBRAER PELO VALOR DE suas próximas vendas encomendadas… ou outras pelo valor do lucro anual que proporciona ou abaixo . Melhor só ganhar por remuneração de centenas de bilhões por sobra de caixa em até 423% a.a , levar metade do orçamento país, receber "perdão " de dezenas de Bilhões e lucrar isto semestralmente e ter previsão de dobrar as metas e levar 70% de TODO orçamento nacional e só produzindo MAIS DIVIDAS p/ o país… o caminho p/ ser a nova Argentina !

  19. Eu sou a favor de privatizar 100% das empresas estais, empresas gerida pelo governo, vira moeda de troca por esses partidos corruptos, ainda o serviço é caro, ruim, não gera receita ainda dá muito prejuízo, governo tem que se preocupar em educação, saúde, segurança, se a Petrobras fosse privatizada e as distribuidora com certeza a gasolina estaria bem mais barato.

  20. Eu não sei como funciona mas nosso Niobio praticamente é controlado por uma única família, se como está retorna lucro para a população ta valendo.

  21. Tudo PRIVATIZAÇÃO FAKE !!! Governo dá o dinheiro ao comprador à juros de pai para filho. A privatização tem que ser feito com dinheiro dos empresários e não do cidadão! Deste jeito, vou querer comprar o Banco do Brasil com 80% do dinheiro do governo!

  22. Privatização e desregulação já! Qual a quantidade ideal de estatais? ZEROOO!! PRIVATIZA E DESREGULA TUDO!!

  23. O conteúdo do vídeo é totalmente parcial, a favor do estado. Esse vídeo não deve servir de referência para o assunto.

  24. Achei extremamente superficial a reportagem para um momento delicado como o atual. O valor da venda foi justo? dizer que especialistas divergem, é piada. Calcule, investigue e verifique. Esse lucro de 3000% retornou para os brasileiros? Dizer que lucrou na bolsa não quer dizer nada, a maioria esmagadora dos brasileiros não entendem de investimento, logo não investem. A união tem 7% das ações e lucrou junto, e se tivesse a maior parte lucraria menos? É isso? a demanda da China ia diminuir? Acha justo que outros países e empresas lucrem tanto com nossas riquezas, para reinvestir o dinheiro em outros locais? Por ultimo acha mesmo que antes da venda da vale do rio doce os tubarões já não tinham ideia dessa demanda da china? É muita inocência. Na venda da CST, por exemplo, só o que tinha de placas e bobinas no estoque pagou o investimento de comprar. Nem vou entrar no mérito dos desastres, que demonstra o quanto a Vale e a Samarco consideram os brasileiros. Não sou contra privatização, sou contra doações e contra a venda de empresas que ameaçam a soberania nacional, como por exemplo o setor energético.

  25. O problema não é privatizar, mas sim o que fazer com o dinheiro arrecadado. Privatizar para um percentual do dinheiro ir para o bolso dos políticos é um absurdo.

  26. Sabe de nada! Vão vender as estatais para pagar juros da dívida. Só rentista é q leva! A população leva uma banana, isso sim!

  27. Tensões entre um ministro da economia que é neoliberal e militares nacionalistas, quanto à questão da privatização/estatização, só mostram o quão confuso e incongruente é o conceito de direita no Brasil, ainda mais a noção (toscamente importada) de liberal conservador, propagada por Reagan na década de 80 (até onde eu sei).

  28. Gente 70 bilhões com as privatizações tucanas? onde foi parar esse dinheiro? dava pra ter pago a divida Mobiliaria que era de 59 bi e ainda sobrava dinheiro, os tucanos fizeram a festa e ninguém foi pra cadeia 🙁

  29. Para mim, o objetivo de empresas estatais seria totalmente diferente do objetivo de empresas privadas. Quando de fala de empresas privadas, se tem um forte foco em conseguir lucro para os investidores, mas ao se tratar de empresas privadas, a ideia deveria ser outra; empresas do sob posse do Estado, não deveriam ter fins lucrativos, e sim apenas servirem a população pelo menor custo possível e com melhor qualidade. Estatais deveriam ter sua atuação nas seguintes áreas: educação, segurança, transporte, acesso, serviços sociais e fiscalização. Enfim, empresas pertencentes ao estado deveriam servir a população, visando uma melhor qualidade de vida e investimento no futuro da nação!

  30. Em ambos os casos dá pra ser apresentar um excelente cenário pro consumidor final; a questão é que isso não seria tão conveniente ou lucrativo quanto fazer todas as empresas públicas seguirem um só caso. Há muito além do que vemos.

  31. AS privatizações no Brasil foram amplamente bem sucedidas. Todas as estatais vendidas hoje sáo várias vezes maiores, mais lucrativas, empregam mais gente e pagam mais impostos. A VALE cresceu quase 20 vezes em tamanho e número de empregados. Os argumentos contra são todos tendenciosos, o estado é sempre um péssimo gestor.

  32. Privatização sem abrir mercado é tiro no pé, várias estradas do Brasil foram explorados por anos e devolvido sem obras,
    A vale é a parte ganhou TD subsolo brasileiro, coisa que não ocorreu em outros países

  33. O modelo de estatal no Brasil era o pior possível. Tinha como objetivo sustentar corruptos e dar emprego a apaniguados políticos. As estatais brasileiros não tinham a menor preocupação com qualidade ou com o lucro. Os salários pagos eram absurdos e os fundos de pensão eram máfias. Boa parte das estatais estavam tão deficitárias quando foram privatizadas que se tivessem sido dadas de graça ainda teria sido um negócio.

  34. Os países que privatizaram todas as suas empresas, incluindo empresas estrategicas que foram comprados por capitais estrangeiros, os lucros dessas empresas passaram a ir para o estrangeiro. A economia nacional deixou de absorver esses fabulosos capitais oriundos desses lucros.

  35. Essa BBC é mais uma vendida. Mais um inferno cooptável, querendo uma fatia distribuida pelo governo lacaio escravisador no Brasil. O poder governa o Brasil no modelo do tráfico de drogas. Dúvida? Me entrevista que eu explico.

  36. Pq a opinião da BBC seria importante para mim ? A BBC é uma empresa estatal inglesa… esse fato não iria contaminar qualquer assunto sobre privatização ?

  37. os falsos liberais fazem a privatizacao mas continua o monopolio , tem que ter leis contra monopolio e cartel , economia aberta , livre concorrencia , imposto baixo , melhor escolaridade pra populacao nao tem como dar errado , eh soh copiar os USA .

  38. É obvio que empresas publicas que se tornaram privadas e se voltaram a ser publicas , tiveram péssimos administradores e quebrou, não importa publico ou privado , mal administrado não adianta, melhor nem comece a querer entrar no mercado , por isso exiate planejamento, não fazer é o mesmo que matar antes de existir.

  39. Privatizar a Vale que já era lucrativa e nunca teve nenhum acidente, depois olha o resultado, mortes e mais mortes sem retorno nenhum para a sociedade. A questão não é privado ou público, a questão é vamos evoluir para compartilhar e todos terem um bom nível de vida, não de existência?

  40. O problema é privatizar e piorar o serviço, a privatização acabou com as ferrovias no Brasil. Na minha opinião, deve manter as empresas estratégicas e vender as outras, só vale a pena manter uma empresa estatal se ela não for bem administrada, ficar com uma estatal que só da prejuízo não da. Eu ficaria com as estatais, eu iria fazer várias mudanças para gerar o máximo de lucro possível e melhorar a eficiência.

  41. Empresas públicas q dão lucro, n pode ser privatizada, Caixa, BB e Petrobrás se mantém, o que n pode eh político usar essas empresas para benefícios próprios, e vou além temos q tomar muito cuidado, pois eles podem muito bem enfraquecer essas empresas para falar q a única saida seja a privatização…

  42. Tem que abrir o mercado, privatizar ou não vai ser um resultado da livre concorrencia do mercado.
    Privatizar e nao abrir a economia é tirar o problema da sala e colococar na cozinha ou seja nao muda nada

  43. Isso… privatiza tudo…

    E vão ver a merda que se meteram…

    Se empresa privada fosse boa TV por assinatura passava filmes novos em seus canais de filme sem a necessidade de pagar por fora (pay per view).
    Se empresa privada fosse boa não teríamos a pior internet do planeta.
    Se empresa privada fosse boa a telefonia celular não seria a porcaria que é.
    Se empresa privada fosse boa um carro porcaria não custaria 50 mil Reais e o porta malas não viria sem pintura interna.
    Se empresa privada fosse boa os Planos de Saúde não seriam a porcaria que são.
    Se empresa privada fosse boa um refil de Gilete Sensor que vem com uma embalagem com capacidade para cinco lâminas não viria apenas com duas lâminas.
    Se empresa privada fosse boa você não encontraria água oxigenada no leite.
    Se empresa privada fosse boa você se aposentadoria nela (poucos anos antes de se aposentar ela te demite).
    Se empresa privada fosse boa os bancos não cobravam tarifas, pois faturam milhões sem elas.
    Se empresa privada fosse boa, cartórios reduziriam suas tarifas.
    Se empresa privada fosse boa ninguém receberia salário mínimo (pois a maioria só paga isso).
    Se empresa privada fosse boa, alunos formados pelas IES privadas conseguiriam escrever uma boa redação.

    Doce ilusão imaginar que a iniciativa privada é a cereja do bolo da sociedade.

    Não que eu deseje que o setor público fabrique carros, tampouco possua algum vínculo com serviços de telefonia e internet. Agora, imaginar que a iniciativa privada seja a salvadora da pátria é pura imaginação pueril.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *